Adorno e as antinomias da indústria cultural

  • Enzo Traverso
  • Leonardo Candido de Souza

Resumo

O conceito de “indústria cultural” foi forjado por Theodor W. Adorno e Max Horkheimer em Dialética do esclarecimento, uma obra escrita durante a guerra e publicada em Amsterdã, em 1947. Eles o preferem a “cultura de massa”, que começa então a se espalhar no âmbito das ciências sociais, sobretudo nos Estados Unidos – devido à ambiguidade da expressão, suscetível de ser interpretada como um tipo de folclore, de cultura autêntica “jorrando” espontaneamente das massas.

Biografia do Autor

Enzo Traverso

Historiador e professor da Cornell University (Estados Unidos).

Publicado
2018-03-31