Marx e o processo de trabalho no final do século XX

  • Benedito Rodrigues de Moraes Neto
Palavras-chave: fordismo, taylorismo, Marx, processo de trabalho, microeletrônica

Resumo

O artigo objetiva dissolver a identidade Taylor-Ford-Marx que prevaleceu na literatura sobre processo de trabalho no século XX. Recuperando de Marx a natureza autocontraditória do capital e a tendência crescente da “aplicação tecnológica da ciência”, avalia a automação de base microeletrônica como volta triunfal da questão crucial, para o autor alemão, da contradição entre forças produtivas e relações de produção, posta pelo desenvolvimento do modo de produção capitalista.

Biografia do Autor

Benedito Rodrigues de Moraes Neto

Livre-docente, professor aposentado da Universidade Estadual Paulista (Unesp-Araraquara).

Publicado
2018-12-09
Seção
Dossiê Bicentenário Karl Marx