Marx e a crítica à concepção de mundo requerida e gerada para a manutenção do capitalismo

  • Maria Fernanda Escurra
Palavras-chave: Marx, crítica, formas de consciência, objetividade, eficácia social

Resumo

Este texto trata da radicalidade e historicidade do pensamento de Marx, assinalando aspectos de sua crítica à economia vulgar, ciência e consciência burguesas, assim como das relações sociais burguesas. Nesse intuito, inicialmente assinala algumas questões centrais para chamar a atenção para a função prático-social das diferentes formas de consciência. Mostra que o fato de essas formas serem superficiais ou falsas não invalida sua objetividade e eficácia social, nem elimina as implicações sociais, éticas e políticas que necessariamente reforçam e reproduzem a forma de organização social que, de maneira consciente ou não, hipostasiam.

Biografia do Autor

Maria Fernanda Escurra

Doutora, professora adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

Publicado
2018-12-09
Seção
Dossiê Bicentenário Karl Marx