A crítica inflexionista das análises do fordismo brasileiro da década de 1980

  • Leandro Theodoro Guedes Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: processo de trabalho, regulacionismo, fordismo

Resumo

Procura-se mostrar as imprecisões do conceito de fordismo, difundido pela Escola da Regulação, e reverberado por estudiosos do processo de trabalho no Brasil para demonstrar um processo de trabalho específico. Foi visto que a análise de um caso concreto no Brasil deixou de explicitar as mudanças em curso, por privilegiar os aspectos mais abstratos deste conceito. Entende-se que uma alternativa para esta análise está nas categorias marxianas, especialmente (manufatura e grande indústria).

Publicado
2019-05-16
Seção
Dossiê processo de trabalho, regulacionistas e a crítica marxiana