buscar
capa 22
La Fragua de Vulcano. Velázquez, 1630

Edição Atual

N°22, Ano XI, Outubro de 2016, periodicidade Semestral

Comissão editorial

editorial

Crítica da centralidade do trabalho

Paulo Henrique Furtado de Araujo e Mario Duayer

dossiê

(DES)CENTRALIDADE DO TRABALHO

Sobre alguns aspectos da dialética do trabalho na Crítica da economia política

Paresh Chattopadhyay

O trabalho como categoria fundante do ser social e a crítica à sua centralidade sob o capital

María Fernanda Escurra

Marx e a crítica ontológica da sociedade capitalista: crítica à centralidade do trabalho

Mario Duayer

As três determinações fundamentais da análise lukacsiana do trabalho: modelo das formas superiores, prioridade ontológica e abstração isoladora Crítica da ideia da centralidade do trabalho em Lukács

Ronaldo Vielmi Fortes

Repensando o capitalismo e seus futuros

Moishe Postone

Conversa com Moishe Postone

Henrique Pereira Braga

Valor, capital e luta de classes em Moishe Postone

Eleutério F. S. Prado

Notas críticas ao artigo Miséria na filosofia marxista: Postone leitor d’O capital, por Bidet

Paulo Henrique Furtado de Araujo

Crise do valor: distintas interpretações e uma síntese possível

Eduardo Sá Barreto e Tailiny Ventura

artigos

Alienación y sectores medios en Pequeño hombre, ¿y ahora qué?, de Hans Fallada

Francisco García Chicote

Os comunistas e a arte: a recepção da estética lukacsiana no Brasil

Leandro Candido de Souza

Karl Jaspers: Irracionalismo filosófico e conservadorismo político

Ronaldo F. S. Gaspar

resenha

As anotações de Lukács a propósito de uma ética

Ranieri Carli

A propósito de Reboquismo e dialética de Lukács

Claudinei Cássio de Rezende

revista completa

Verinotio nº22

(Des)centralidade do trabalho